PROPOSTAS DAS CHAPAS ELEITORAIS

CHAPA 1 - ÉTICA E REPRESENTATIVIDADE

Compromissos:

  • Respeito e Defesa à Lei do Ato Médico.
  • Comunicação entre o CREMAM e todos os colegas médicos através de Whatsapp e outros meios de comunicação.
  • Modernização do ambiente do CREMAM para atendimento do colega.
  • Continuidade do apoio às Sociedades e Cooperativas Médicas no Projeto Educação Médica Continuada.
  • Implementação da Ouvidoria no CREMAM.
  • Instalação de Câmaras Técnicas de Especialidades.
  • Atuar junto aos Órgãos competentes para fiscalizar as Escolas Médicas.
  • Manutenção das atividades de Educação Médica Continuada no Interior.
  • Carreira de Estado e Plano de Cargos e Salários para o médico.
  • Pelo fim indiscriminado de novas Escolas Médicas.

 

 

CHAPA 2 - RENOVAÇÃO

A “CHAPA 2 — RENOVAÇÃO” propõe ampla mudança no corpo de conselheiros atual por julgar necessário um CRM mais atuante e efetivo em suas ações.

Propõe ainda, estruturar um CRM moderno nas idéias, nas visões e nas práticas, atuando de forma mais próxima do médico e das entidades médicas (associações, sociedades, sindicatos e cooperativas) de modo colaborativo e atento às atribuições legítimas de cada uma, além de estabelecer fluxos eficazes que possibilitem a ampliação das ações de fiscalização relacionadas ao exercício ilegal da medicina e de proteção ao ato médico.

Para isso, foram estabelecidas algumas metas práticas:

  • Disk-CRM — Canal de comunicação direta, inclusive por aplicativos, entre o Médico e o CREMAM para orientações e denúncias relacionadas a defesa da medicina e do Ato Médico;
  • Promover ações educativas permanentes direcionadas às questões ético-legais e de proteção jurídica aplicada à saúde;
  • Implantar o “Grupo de Trabalho Regional das Entidades Médicas” com encontros periódicos programados, possibilitando o alinhamento das pautas da categoria;
  • Fortalecer a participação do CRM no debate e nas ações voltadas a valorização do trabalho médico público e privado (CBHPM, Piso FENAM, Plano de Carreira Médica);
  • Participação ativa junto às Sociedades de Especialidades pela defesa do Ato Médico;
  • Articulação conjunta com as Entidades Médicas contra a exploração pelos Planos de Saúde;
  • Ampliar as ações de fiscalização sobre as condições de trabalho médico nas unidades de Saúde e encaminhamentos aos órgãos responsáveis;
  • Implantar Delegacias Regionais do CRM no interior do Estado para permitir a interiorização das ações do CREMAM;
  • Implementar as Câmaras Técnicas do CREMAM;
  • Educação médica continuada através de cursos gratuitos presenciais e EAD em parceria com as Universidades;
  • “Outubro Médico” — Celebração anual da semana do médico com atividades cientificas e Baile Médico;
  • Estruturação da Biblioteca do CREMAM, com acesso digital às revistas médicas nacionais e internacionais.